aquisição de tráfego

O que é aquisição de tráfego? Veja como funciona e quando compensa

O principal foco do trabalho do afiliado digital é a divulgação de um produto ou serviço. Para criar sua estratégia, o profissional pode contar com as mídias sociais. Isso inclui ferramentas e recursos — como a aquisição de tráfego — que ajudam a expandir sua atuação. Sem contar que complementam seu plano de ação.

Já ouviu o ditado “não coloque todos os ovos na mesma cesta”? Pois, isso vale não somente para a hora de investir. A máxima pode ser aplicada quando você começar a criar o planejamento para divulgar produtos ou serviços. Encontrar diferentes formas de atrair novos clientes pode trazer melhores resultados.

Quer saber mais sobre tráfego para afiliado? Confira!

O que é aquisição de tráfego?

Vamos começar pelo conceito básico. O tráfego é representado pelas pessoas que acessam uma determinada página na web. Então, para gerar tráfego é preciso atrair visitantes até seu site. Quanto maior o volume de visitas, mais oportunidades de negócios e mais vendas.

Como funciona essa atração? Por meio dos canais de aquisição ou canais de tráfego. São eles que levam os potenciais leads até seu site ou blog. Os caminhos são diversos, desde a busca direta no navegador, anúncios, redes sociais até a estratégia de link building.

Portanto, aquisição de tráfego é um dos principais pontos de partida de um planejamento de marketing digital. Consiste em atrair visitantes para o site dos produtos ou serviços que você divulga por meio de diversos canais — pagos ou orgânicos. Seu objetivo é aumentar o tráfego e as chances de conversão.

Como funciona a aquisição de tráfego?

Ao investir em tráfego, cada tipo de aquisição pede uma estratégia diferente. No marketing de afiliados, vale a pena usar tanto o tráfego pago quanto o tráfego orgânico. Quanto mais diversificado for o seu planejamento, maior tende a ser o alcance e o seu ROI

Para ganhar dinheiro com tráfego, leve em consideração seus objetivos e o público que você quer alcançar. Antes de começar, é importante conhecer as opções para potencializar o seu plano de ações. Por isso, vamos ver como cada tipo de aquisição funciona.

Tráfego pago

O tráfego pago (ou paid search) leva em conta o uso de anúncios e links patrocinados pelo Google Ads e também pelas próprias redes sociais. Por meio de palavras-chaves, o usuário pode chegar ao seu site e converter. É possível preparar campanhas segmentadas de acordo com o perfil da persona que você quer atrair.

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico é aquele que se apoia nos resultados das buscas. Quando você faz uma pesquisa no Google ou em qualquer outro buscador, as primeiras posições são as que têm maiores chances de cliques. Para conseguir uma vaga entre elas, é preciso aplicar as técnicas de SEO e promover conteúdo relevante.

Tráfego via display

Sabe aqueles banners que aparecem quando você visita um blog, por exemplo? Eles fazem parte de uma rede de display dentro da mídia programática. A estratégia nada mais é do que a compra automatizada de espaços publicitários. A compra e venda de mídia acontece em plataformas específicas, permitindo segmentação conforme o momento de cada cliente. 

Tráfego direto

O tráfego direto é o mais simples, pois basta o usuário digitar o seu site no navegador. Sem pesquisa, sem anúncios. Quem tem um domínio conhecido, como grandes portais de notícias ou marcas globais, recebe muitos visitantes dessa forma. Para fortalecer sua marca, vale a pena investir no relacionamento a fim de construir sua base gradualmente. 

Tráfego social

Como o próprio nome já indica, o tráfego social é aquele que começa nas mídias sociais (Instagram, Facebook, LinkedIn, Twitter, YouTube, entre outras plataformas). Pode ser por um post compartilhado na timeline ou por um anúncio dentro do canal. É importante avaliar quais fazem sentido para o que você divulgará. Nem sempre é preciso estar em todos. 

Tráfego de referência

A aquisição de tráfego de referência é uma das maiores aliadas dos produtores de conteúdo e afiliados digitais. É quando o usuário chega ao seu site por meio de links em outros sites, direcionando o usuário até você, sem necessariamente passar por redes sociais e resultados de busca. Funciona como uma indicação.

Vantagens e desvantagens da aquisição de tráfego

A fim de diversificar sua estratégia escolhendo os melhores canais de aquisição de acordo com seus objetivos, vamos avaliar as vantagens e desvantagens. Para fortalecer a imagem do seu negócio, construir autoridade e desenvolver o relacionamento com seus clientes, o tráfego orgânico é a melhor opção.

Já para aumentar as visitas ao seu site de forma mais rápida e gerar um volume maior de vendas, o tráfego pago pode ser a melhor alternativa. Seja como for, ambas têm prós e contras. Por isso, é bom mesclar as estratégias.

Vantagens

Se você está dando seus primeiros passos como afiliado digital, o tráfego orgânico é mais convidativo, já que dispensa gastos. Sem a necessidade de verba para investir, o foco é a produção de conteúdo para divulgar seus produtos e serviços. O segredo é fazer pesquisa, bom uso de palavras-chave e manter a qualidade na escrita.

Com o tráfego pago, a principal vantagem vem com a agilidade em alcançar os resultados. O retorno, ou seja, as conversões ocorrem em curto prazo. Afinal, os anúncios são exibidos no momento em o seu cliente busca pelo produto ou serviço que você oferece.

Desvantagens

O tráfego orgânico, porém, não traz retorno imediato. Afinal, há uma série de fatores para funcionar — técnicas de SEO, SEM, link building. Desse modo, os resultados de médio e longo prazo podem gerar frustração. 

Em contraponto, o tráfego pago é rápido, mas requer investimento para colocar os anúncios no ar. Sem contar que algumas palavras-chave têm concorrência alta, o que pode aumentar o custo das suas campanhas. Para ter sucesso, faça uma lista dos principais termos, grau de concorrência e valor. A partir daí, crie sua estratégia.

Compensa fazer aquisição de tráfego sendo afiliado?

Como qualquer planejamento de marketing, a aquisição de tráfego para afiliado tem seus prós e contras. Sem contar que o mercado demanda rápidos resultados. Então, para extrair o potencial máximo e alavancar seus resultados, você pode mesclar diferentes tipos de tráfego de acordo com o que espera alcançar.

Ao ter seus objetivos bem definidos, é possível usar o tráfego orgânico para complementar o tráfego pago. Para ter retorno imediato, compensa investir em anúncios e display desde que você acompanhe o ROI de suas campanhas e faça os ajustes necessários. Já para fortalecer o relacionamento, dedique seu tempo na produção de conteúdo relevante.

Portanto, para que a aquisição de tráfego traga resultados, você não precisa escolher um único caminho. Pode usar um formato como complemento do outro, levando em conta os objetivos do seu negócio e sua persona. Ao saber utilizar os recursos certos e acompanhar o andamento de tudo para colher dados, ajudará não apenas a ter o retorno que se espera, mas também a aprimorar suas campanhas.

Quer saber mais sobre a área? Então, confira o artigo sobre marketing de afiliados para se destacar!

Guia prático: obtendo sucesso no trabalho em um programa de afiliados

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.