crédito para mei

Como funciona o crédito para MEI? Saiba mais sobre o assunto

As opções de crédito para MEI ajudam os microempreendedores na ampliação do seu negócio. Esse tipo de empréstimo é concedido por bancos ou outras instituições financeiras, assim como acontece com as linhas de crédito para Pessoas Físicas (PF). Porém, eles contam com condições especiais de juros e prazos.

Para quem já tem o cadastro como Microempreendedor Individual, vale a pena conhecer as condições de crédito para MEI e avaliar a possibilidade de fazer uma solicitação. Mas se você ainda não se formalizou como microempreendedor, conheça esse benefício de ser MEI e nutra a vontade de dar início à formalização profissional.

Neste post, reunimos tudo que você precisa saber sobre o crédito para MEI. Confira!

Como funciona o crédito para MEI?

O crédito para quem é Microempreendedor Individual funciona da mesma maneira do crédito para Pessoas Físicas (PF). O dinheiro é oferecido por um banco ou outra instituição financeira, e o cliente fica comprometido a devolvê-lo em forma de dívida. A devolução acontece via pagamento de parcelas acrescido de juros, conforme estipulado em contrato.

Quais são os diferenciais e as vantagens do crédito para MEI?

A diferença do crédito para MEI em relação aos outros é o oferecimento de melhores condições de pagamento. Por ser uma Pessoa Jurídica (PJ), o Microempreendedor Individual fica isento de alguns impostos. Além disso, a contratação do crédito não costuma ser burocrática para quem é MEI.

Outra vantagem são as menores taxas de juros. Se uma parcela do empréstimo atrasar, você não precisará pagar uma quantia exorbitante sobre o valor da parcela.

Quais são as etapas para solicitar crédito para MEI?

Ok, mas como você pode adquirir essa opção de crédito? Bom, existem algumas etapas comuns a todas as instituições que oferecem crédito para MEI.

Mas, antes de qualquer coisa, é preciso entender que cada instituição pode definir suas condições de pagamento, e isso envolve detalhes como limites do crédito, taxas de juros e documentação para fazer a solicitação.

Em relação à documentação, é importante que você tenha em mãos os documentos básicos: RG, CPF, comprovante de residência e certificado do MEI.

A solicitação de crédito para MEI costuma seguir as etapas abaixo:

  • apresentação da proposta de empréstimo: o MEI explica para um representante da instituição financeira o motivo pelo qual está solicitando o empréstimo;
  • preenchimento da ficha e entrega dos documentos pessoais solicitados pela instituição financeira;
  • análise de crédito: a instituição analisa a capacidade de pagamento das prestações, verificando possíveis casos de inadimplência financeira em seu nome;
  • aprovação da proposta e depósito do valor na conta indicada para a instituição.

A partir da aprovação da proposta, o MEI recebe um carnê com as parcelas previstas do crédito e suas datas de vencimento.

Se, no futuro, você precisar solicitar uma quantia mais alta em forma de crédito, será preciso cumprir as mesmas etapas descritas acima. Porém, o processo costuma ser mais rígido e burocrático em algumas instituições quando o valor solicitado é elevado.

Como acessar as melhores ofertas para fazer o empréstimo?

Várias instituições financeiras oferecem crédito para autônomos cadastrados como MEI, como a Caixa Econômica, o Banco do Brasil e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). Dependendo da instituição, é possível encontrar linhas de crédito específicas para cada finalidade dos empreendedores.

Mas a maneira mais simples de acessar as melhores condições de pagamento é tendo um bom planejamento! Isso envolve saber exatamente em que você quer investir para seu negócio e de quanto precisa para tirar o projeto do papel.

Fazer projeções de quanto seu empreendimento vai render com o investimento também ajuda a ter uma noção do valor necessário para compensar futuras despesas.

Existem algumas perguntas que podem ajudar na avaliação da oferta:

  • Qual é a porcentagem da taxa de juros? É a menor do mercado para o valor solicitado?
  • Qual é a quantidade de meses para terminar de pagar a dívida?
  • O valor das parcelas cabe no bolso?

Tendo essas informações em mente, você tem o que precisa para pesquisar as linhas de crédito oferecidas pelas instituições financeiras.

Afinal, quando é o momento de pedir um empréstimo?

Quando você solicitar o empréstimo para MEI, será preciso apresentar à instituição financeira um motivo, e agora?

É normal que muitos autônomos precisem de crédito para pagar imprevistos financeiros pessoais, mas é importante saber que, nesse caso, o ideal é buscar linhas de crédito feitas para pessoas físicas.

Nem sempre é fácil separar os custos pessoais e profissionais, principalmente no caso de microempreendedores que atuam sozinhos. Mas, se você quer mesmo alcançar a aprovação no crédito para MEI, saiba que as chances são maiores quando o motivo está relacionado à expansão do seu negócio, como a compra de novos equipamentos.

Aliado a isso, reforçamos a importância de ter uma noção clara de quanto você precisa gastar ao solicitar o crédito. São esses dois fatores (motivação relacionada à expansão do negócio e planejamento) que ajudam a saber o momento certo de pedir o empréstimo.

Como usar o crédito da melhor maneira?

Sem um bom planejamento, você corre riscos. A começar pelo propósito com o empréstimo: se você não tem um direcionamento para o dinheiro, as chances já são menores de conseguir a aprovação.

Além disso, não se deixe levar por ofertas de empréstimo grandiosas! Aceitando uma oferta muito além do que você precisa ou acima da sua realidade financeira, há o risco de contrair dívidas extras. Definitivamente, essa não é a melhor maneira de usar o crédito.

Mediante a aprovação do crédito, o planejamento deve continuar. Tenha um controle do que entra e sai da renda do seu negócio para evitar gastos além da conta. Mantenha também um rígido controle dos prazos para evitar atrasos e juros — para quem é MEI, além de evitar juros do empréstimo, isso ajuda a não ter DAS atrasado.

Aposte nessa ideia!

O crédito para MEI é uma oportunidade de expandir seu negócio e alcançar ainda mais credibilidade no mercado. Porém, a organização financeira é a chave para pedir um empréstimo sem correr o risco de não pagar sua dívida no futuro.

Se você gostou das dicas, aproveite para continuar sua pesquisa, agora com o passo a passo de como emitir nota fiscal sendo MEI. Vamos lá?

Guia prático: obtendo sucesso no trabalho em um programa de afiliados

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.