Email marketing para afiliados: fotografia de uma mulher sorrindo e olhando para o computador enquanto trabalha.

Descubra como funciona o e-mail marketing para afiliados e aumente as suas vendas

O marketing de afiliados conta com diferentes estratégias para atrair mais pessoas e aumentar o número de vendas. O e-mail marketing para afiliados é uma das mais antigas e mais eficazes delas, com um alto retorno sobre investimento (ROI) e um efeito positivo no relacionamento entre a marca e o potencial consumidor.

Neste artigo, você entende como o e-mail marketing funciona e quais são as suas principais vantagens. Além disso, aprende a aumentar o número de inscritos na sua lista de e-mails e confere 6 dias para vender mais. Continue lendo!

O que é?

O e-mail marketing é uma das estratégias do marketing digital que possibilita a comunicação direta com potenciais clientes — os chamados “leads”. Ela consiste na criação de uma comunidade que recebe e-mails com as principais notícias, novidades e promoções da sua marca.

No marketing de afiliados, o e-mail marketing se torna uma opção interessante porque exige um investimento inicial baixo, mas tem potencial de gerar alto retorno financeiro. Afinal, essa estratégia foca em construir uma relação próxima com o consumidor final, o que aumenta a taxa de conversão.

O e-mail marketing também pode ser usado como parte do funil de vendas de uma marca. Isso porque é seguro presumir que uma pessoa só assina a sua lista de e-mails se já comprou ou está interessada em comprar com você. Desse modo, ela já está mais próxima da conversão final.

Quanto custa o e-mail marketing para afiliados?

A estratégia de e-mail marketing para afiliados pode ser executada sem custos, em diferentes plataformas de inscrições de e-mail, como o MailChimp ou o Active Campaign. Cada uma dessas plataformas oferece diferentes benefícios, e buscar opções gratuitas pode ser mais interessante para quem está começando.

No entanto, para quem deseja terceirizar o trabalho de personalizar as mensagens e administrar a lista de e-mails, também é possível contratar outras empresas que oferecem esse tipo de serviço. Nesse caso, os valores podem variar de acordo com a quantidade de e-mails inscritos.

Por que usar o e-mail marketing como afiliado?

O e-mail marketing pode ser uma estratégia interessante para diferentes tipos de negócio, graças à sua grande capacidade de personalização e adaptação a diversas etapas do funil de vendas. No marketing de afiliados, no entanto, ela se torna ainda melhor, graças ao baixo custo inicial exigido, associado a boas possibilidades de retorno financeiro.

O e-mail pode parecer “ultrapassado” se comparado às redes sociais, por exemplo, mas a verdade é que ele ainda funciona como uma excelente ferramenta de contato direto com o cliente. Por isso, ainda é um dos melhores espaços para vendas e para o trabalho com os leads — que, por sua vez, costumam já estar aquecidos —, potencializando ainda mais a conversão final.

Soma-se a isso o fato de que o e-mail marketing permite a divulgação do link de afiliados associada a uma segmentação do público. Desse modo, é possível vender produtos diversos para um público cada vez maior, focando nos interesses que eles mesmos manifestam durante o momento de inscrição na sua lista de e-mails.

Outras vantagens do e-mail marketing são:

  • A possibilidade de obter dados mais detalhados sobre o público, a partir de um breve questionário no momento de inscrição;
  • A melhora do relacionamento com potenciais clientes;
  • A possibilidade de disparar campanhas com mais facilidade, a partir do uso de ferramentas de automação.

Como aumentar o número de inscritos na lista de e-mail marketing?

Tudo bem: você já sabe que o e-mail marketing é uma estratégia interessante para afiliados. Mas como começar a ter inscritos na sua lista de e-mails?

Depois de definir qual plataforma receberá os seus assinantes e deixá-la pronta para esse público, é hora de divulgar o link de inscrição. Para isso, você pode seguir uma (ou várias!) das dicas a seguir. Confira! 

Leia também: Veja as 7 melhores práticas para construir sua lista de e-mail

1. Mostre que o seu e-mail marketing é mais do que venda

Pode parecer contraintuitivo, mas a verdade é que ninguém gosta de ser visto apenas como um consumidor. Por isso, a sua estratégia de e-mail marketing como afiliado deve incluir mais do que a venda de um produto ou serviço, apostando também em um conteúdo de qualidade e que realmente dê ao seu futuro cliente um motivo para sentir que aqueles e-mails valem a pena. Caso contrário, é muito provável que você veja o número de inscrições diminuindo mais e mais.

2. Tenha uma landing page

Uma landing page é uma página focada em conversão, que mostra ao seu futuro cliente por que ele deveria realizar uma determinada ação — neste caso, inscrever-se na sua lista de e-mails. Ter uma landing page que apresente as vantagens dessa decisão é uma forma persuasiva, mas não incômoda, de convencer o lead a dar esse passo. Ou seja: ela pode funcionar como a primeira etapa da comunicação entre você e o lead.

Outra vantagem é que a landing page também pode ser usada em anúncios, para aumentar o seu tráfego, e otimizada para SEO e conversão. Assim, é uma página que serve a diferentes propósitos ao mesmo tempo.

3. Ofereça materiais ricos

Uma estratégia bastante eficaz para aumentar o número de inscritos na sua lista de e-mail marketing é oferecer algo em troca. Os materiais ricos — e-books, pesquisas, video aulas, cursos etc. — são interessantes porque podem ser usados pelos seus futuros clientes de diferentes formas: para tirar dúvidas, aprender uma técnica nova ou ter acesso a informações relevantes. 

A partir desta estratégia, os clientes em potencial cadastram o e-mail em uma landing page ou em um formulário e recebem, em seguida, acesso ao material rico. Depois, você pode usar o mesmo e-mail para enviar comunicações diversas, estimulando que o lead se aprofunde no funil de vendas. 

4. Adicione pop-ups e links para inscrição

Se você tem uma estrutura própria como afiliado (um site ou blog, por exemplo), também pode apostar nessa plataforma para fazer a divulgação da sua lista de e-mails. Usar pop-ups estratégicos e linkagens para a inscrição é uma forma de estimular o consumidor a conhecer essa outra ferramenta e decidir se ele está interessado em fazer parte dela.

Para quem usa redes sociais como um espaço de divulgação, como frequentemente acontece com o Instagram, também é possível deixar o link de inscrição na bio ou divulgá-lo em postagens e stories, por exemplo.

5. Use gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são estímulos que podem influenciar o comportamento das pessoas em determinadas situações. Quando falamos em aumentar o número de inscritos no e-mail marketing, você pode apostar: 

Em todos esses casos, é muito provável que o cliente fique mais interessado em se inscrever para que possa obter, em troca, as recompensas prometidas.

Fotografia de uma mulher trabalhando com o computador.

Confira 6 dicas para vender mais usando o e-mail marketing para afiliados

Agora que você já entendeu como o e-mail marketing para afiliados funciona e já sabe como aumentar o número de inscritos da sua lista de e-mails, que tal começar a usá-la para vender mais? 

Com as 6 dicas abaixo, você aumenta as suas chances de ter um bom relacionamento com o cliente, além de contar com estratégias mais assertivas, o que pode resultar em um maior número de vendas. Confira!

1. Não force as vendas

Embora o principal objetivo do e-mail marketing para afiliados seja alavancar o número de vendas, forçá-las nunca é a melhor estratégia. Por isso, é fundamental criar um conteúdo interessante, que prove por A+B para o consumidor que ele precisa mesmo adquirir um determinado produto ou serviço.

A vantagem é que, se ele optou por se inscrever na sua lista, é bem provável que já esteja interessado em ouvir o que você tem a dizer. Agora, é seu papel investir em técnicas de convencimento que vão além do “compre agora!”.

2. Crie uma trilha de e-mails

Uma boa trilha de e-mails é responsável por manter o seu potencial cliente aquecido e interessado nos seus conteúdos, cada vez mais pronto para fazer uma conversão. Por isso, ele deve receber comunicações específicas a depender da etapa do funil em que se encontra. Um exemplo simples é o seguinte:

  • E-mail #1: Boas-vindas;
  • E-mail #2: Focado em uma dor específica daquele grupo de clientes;
  • E-mail #3: Focado em possíveis soluções para aquela dor, com links de afiliados divulgados esporadicamente;
  • E-mail #4: Conteúdo informativo sobre o tema, com “próximos passos” ou com mais dicas para solucioná-lo;
  • E-mail #5: Gancho para um novo assunto.

Em cada um desses e-mails, você pode aproveitar diferentes oportunidades para se colocar como um especialista no assunto e para provocar o desejo do seu futuro cliente. Dessa forma, ele se torna mais inclinado a fechar o negócio.

3. Faça a segmentação dos contatos

Para quem vende diferentes tipos de produtos, a segmentação dos contatos é fundamental para conversar com clientes diversos, aplicando mais de uma estratégia de vendas por vez

Ela pode ser feita durante o momento de inscrição, a partir do preenchimento de um formulário curto, e te ajuda não só a ter mais dados sobre esse público, mas também a entender como se comunicar com ele de forma mais assertiva. Mas lembre-se: você deve tratar esses dados com cuidado, seguindo todas as regras da Lei Geral de Proteção de Dados.

4. Construa funis integrados às campanhas de e-mail

Como explicamos, o e-mail marketing pode ser parte do seu funil de vendas. Isso significa que ele pode estar integrado a diferentes estratégias e servir a propósitos diversos

Por exemplo: em uma campanha, o e-mail pode funcionar como a etapa em que você tem uma conversa mais direta com o seu cliente sobre um dos problemas que você identificou e, em seguida, o encaminha para outra plataforma — um blog post, talvez — onde ele poderá ter acesso a uma solução.

Já em outra campanha, o e-mail marketing pode funcionar como uma etapa de conversão financeira. Se o cliente baixou um e-book sobre receitas para emagrecer, por exemplo, você pode entrar em contato por e-mail apresentando mais soluções — e incluindo o seu link de afiliado em uma delas.

Tudo dependerá dos seus objetivos com cada campanha. O importante é entender que o e-mail marketing para afiliados é multifacetado e, por isso mesmo, uma estratégia interessante.

5. Acompanhe os resultados

As diferentes plataformas de e-mail marketing oferecem modos distintos de acompanhar como os seus inscritos reagem a cada e-mail enviado. Ficar em dia com dados como taxa de abertura, taxa de clique em links e taxa de conversão é uma forma de entender quais estratégias de conteúdo estão funcionando, e quais precisam ser repensadas.

Acompanhar os resultados é fundamental para que você consiga refinar a maneira como se comunica com os seus clientes. Desse modo, pode aumentar as chances de conversão.

6. Faça testes

Por fim, mas não menos importante, fazer testes é uma maneira de entender como o e-mail marketing pode te ajudar. Cada nicho é diferente, e cada base de clientes reage melhor a uma ou outra estratégia de marketing digital. 

Por isso, não fique tímido e experimente coisas novas: FAQs, textos mais intimistas, contação de história, bate-papo com outros especialistas etc. Cada formato de conteúdo terá uma reação do seu público e, com base nelas, você pode entender melhor o que está funcionando.

Esperamos que este conteúdo tenha te ajudado a entender melhor como usar o e-mail marketing para afiliados para vender mais. Agora, aproveite para saber quanto ganha um afiliado, em média, e se essa carreira vale a pena no longo prazo!

Guia prático: obtendo sucesso no trabalho em um programa de afiliados

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.