finanças para autônomos

Confira as 6 melhores dicas de finanças para autônomos

Trabalhar por conta própria sem vínculo empregatício requer cuidados especiais com o controle financeiro. A falta de organização nas finanças para autônomos pode ser uma pedra no sapato. Afinal, em alguns meses o faturamento é elevado, enquanto em outros isso pode não acontecer.

Manter o equilíbrio, aceitando que gastos inesperados podem surgir a qualquer momento e que cada período apresenta uma rentabilidade específica, é fundamental para que você não contraia dívidas. Desse modo, é preciso planejamento para conquistar os objetivos.

Tem interesse no assunto e quer conhecer algumas dicas de organização financeira para autônomos? Então, continue a leitura!

1. Separe as finanças PJ e PF

Em muitos casos, o autônomo é o dono do próprio empreendimento e, com isso, tem mais liberdade na gestão. Um dos problemas é que isso também significa que nem tudo pode acontecer com a organização planejada. Para evitar essa dificuldade com as finanças para MEI (Microempreendedor Individual), uma boa dica é manter as contas separadas.

Os gastos e ganhos com o empreendimento precisam ser mantidos à parte das finanças pessoais. Apenas dessa maneira é possível controlar o que entra e o que sai e como aproveitar esse valor da melhor forma.

Assim, tente criar duas contas bancárias: uma como pessoa física e a outra como jurídica. Não use o valor da atuação profissional para pagar contas pessoais ou vice-versa. Com isso, fica mais fácil manter esse controle e analisar a situação completa.

2. Defina metas

Ter um orçamento estável e guardar dinheiro é muito importante para que a sua empresa consiga distribuir os recursos nos setores, concorda? Acontece do mesmo modo com a renda pessoal. É por essa razão que a organização financeira para autônomos deve seguir essa proposta.

Para isso, defina metas em relação a quanto é necessário ganhar mensalmente para cobrir as despesas pessoais. Leve em conta também quais serão os custos para manter o negócio, já que isso possibilita compreender quais valores levam ao sucesso.

Tente definir metas de controle contra despesas supérfluas e a favor de economia, por exemplo. Ficar de olho nos indicadores possibilita que você aproveite ao máximo os recursos, garantindo o melhor uso do dinheiro.

3. Faça investimentos adequados

Muitos profissionais cometem o erro de não fazer investimentos contínuos no próprio negócio. Isso se torna ainda mais comum quando se fala de autônomos. Contudo, saber investir a grana faz com que a sua empresa cresça ainda mais e reforça sua atividade, desde que todos os passos sejam feitos de maneira correta.

Você pode optar por investimentos com boa liquidez e/ou de renda fixa. Também é essencial levar em conta a aquisição de novos maquinários, imóveis, entre outros. Dependendo da sua situação, uma boa dica é solicitar um empréstimo.

Além de ser excelente para aliviar algumas situações, ele ainda possibilita que você faça um investimento imperdível e com bom potencial. Vale a pena considerar alternativas como essa para conquistar o resultado esperado.

4. Inclua férias no planejamento

Trabalhar durante os 12 meses do ano, ininterruptamente, pode ser bem estressante e não faz nada bem para a saúde mental, concorda? Dar uma pausa no trabalho é essencial, além de ser um bom modo de aumentar a produtividade e voltar com mais energia para o seu serviço.

No momento de planejar as finanças para MEI, inclua os gastos com férias, levando em conta uma viagem e a diminuição dos lucros. Aproveite um tempo em que a sua área de atuação esteja mais fraca para não deixar de faturar muito. Isso será ainda melhor se coincidir com a baixa temporada, pois será possível viajar para ótimos lugares pagando mais barato.

5. Tenha atenção ao capital de giro

Em relação aos negócios estruturados, também é muito importante ter atenção ao capital de giro. Esse valor auxilia a manter a estrutura do estabelecimento em pleno funcionamento, principalmente quando acontecem quedas nas vendas ou outra dificuldade.

Logo, calcule de maneira correta a necessidade em relação ao valor e tenha o montante disponível e com liquidez. É essencial ter atenção com um estoque muito grande ou com o excesso de contas a receber.

Reconhecer os valores e sua composição é necessário para prevenir o desequilíbrio nas finanças para autônomos, de maneira que o planejamento possa ser cumprido com bastante sucesso.

6. Tenha sempre uma reserva de emergência

Criar uma reserva de emergência não é importante apenas para pessoas físicas. Profissionais autônomos também devem ficar atento a esse ponto para suas atividades de negócios. O recomendado é que o valor consiga cobrir suas despesas, sejam profissionais ou pessoais.

Caso seja necessário consertar elementos do seu negócio ou se o faturamento não alcançar o lucro mínimo, você pode recorrer a esse montante. Mas como fazer isso de maneira simples? Uma excelente dica é contar com uma renda extra!

Nesse caso, é possível ganhar dinheiro por indicar pessoas ao ser um consultor de vendas autônomo. Você recebe comissões em dinheiro para cada matrícula feita em cursos de graduação de faculdades bem-conceituadas.

O funcionamento é simples: basta fazer o cadastro no App e, após isso, você ficará responsável por divulgar os cursos. Quando chamar a atenção de um potencial aluno, chegou o momento de convencê-lo de que vale muito a pena fazer a matrícula na instituição de ensino escolhida.

Por meio desse aplicativo, é possível emitir boletos de matrícula, sendo necessário que o estudante faça o pagamento. A cada inscrição realizada com a sua ajuda, uma parte do valor fica para você — uma ótima oportunidade para conquistar a independência financeira, não é mesmo?

Organize já as suas finanças!

Agora que você já conhece algumas dicas de finanças para autônomos, lembre-se de que é fundamental fazer a organização financeira para evitar possíveis dívidas e manter as contas no azul. Para isso, defina metas, faça investimentos e tenha uma reserva de emergência, que pode ser obtida com uma renda extra por meio do App da Consultoria Educação!

Gostou de conhecer algumas dicas de finanças para MEI e quer ficar por dentro de outros assuntos? Então, aprenda como economizar na faculdade e ter dinheiro extra!

Guia prático: obtendo sucesso no trabalho em um programa de afiliados

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.