lgpd

Saiba como funciona a LGPD no Marketing de afiliados

O Marketing de Afiliados, assim como outras áreas do Marketing Digital, teve suas práticas impactadas pela Lei Geral da Proteção de Dados, a LGPD. Os afiliados, agora, devem tomar ainda mais cuidado com a segurança e a privacidade de dados dos clientes. Mas você que é afiliado não precisa se preocupar, porque isso não precisa ser motivo para pânico.

Na realidade, a LGPD surge para tornar as relações entre empresas e consumidores mais transparentes e seguras, para ambos os lados. E isso vale, é claro, na relação entre os afiliados e seus clientes.

Neste post, vamos explicar mais sobre o que diz a LGPD e como as normas se aplicam ao Marketing Digital e ao Marketing de Afiliados. Então, se você tem interesse nesse assunto, continue e tire suas dúvidas com a gente!

O que é Lei Geral da Proteção de Dados?

A Lei Geral de Proteção de Dados (lei 13.709/2018) é uma regulação criada para padronizar normas e práticas que visam proteger os dados pessoais de todo cidadão brasileiro nos meios físicos e digitais.

A legislação estabelece que podem ser considerados dados pessoais qualquer informação que identifique, de forma direta ou indireta, um indivíduo que esteja vivo.

Exemplos de dados pessoais: nome, CPF, RG, gênero, data de nascimento, local de nascimento, telefone, endereço, localização, fotografia, número do cartão de crédito, renda, histórico de pagamentos, histórico de consumo, preferências de lazer e endereço de IP.

A LGPD também prevê penalidades para empresas e órgãos públicos que infringirem as normas de tratamento de dados pessoais. Vazamentos, mal uso de dados ou outra violação da LGPD podem gerar desde simples advertências até multas em dinheiro.

Como a LGPD se aplica ao Marketing Digital?

Agora que você já sabe o que é LGPD, vejamos nesta parte do conteúdo as consequências da legislação no Marketing Digital.

Com a LGPD em vigor, anunciantes, donos de site e outras páginas na internet precisam solicitar aos usuários a permissão para registrar qualquer tipo de dado pessoal. Afinal, quase todas as ações online geram dados que podem ser rastreados e usados para finalidades de vendas e marketing.

O consentimento é a base para que qualquer dado possa ser tratado segundo a LGPD, exceto nos casos previstos no art. 11, II da lei.

Ainda está confuso? Vamos a um exemplo de como isso pode acontecer na prática. Digamos que você quer investir em uma estratégia de e-mail marketing e está em busca de novos contatos para enviar suas mensagens e propagandas por esse canal de comunicação.

Para que a coleta de e-mails esteja em conformidade com a LGPD, é necessário que todas as pessoas que receberão suas mensagens tenham consentido com o uso de seus endereços de e-mail. Caso contrário, você pode estar infringindo as normas da LGPD.

A coleta de e-mails e outros dados pessoais pode ser feita por meio de um formulário em que você oferece, em troca das informações do usuário, um material rico, a participação em eventos ou outro item valioso.

Dessa forma, o usuário pode permitir, por livre e espontânea vontade, a coleta de seus dados pessoais. Isso deve acontece em toda e qualquer prática de marketing digital que envolva o tratamento de dados pessoais.

É importante que a solicitação de permissão para a coleta de dados também respeite os 10 princípios do artigo 6º da LGPD sobre o tratamento de dados pessoais. Entre os princípios, destacamos aqui a finalidade e necessidade.

Basicamente, esses dois princípios estabelecem que um negócio deve informar ao titular a finalidade para a qual seus dados estão sendo captados e a necessidade por trás desse tratamento. Assim, a captação de dados é feita de forma segura e transparente.

Como a LGPD se aplica ao Marketing de afiliados?

Nos últimos anos, a internet se tornou um ambiente fértil para novos empreendedores e até para empresas que já estavam inseridas no mundo digital, mas procuravam novas oportunidades de ganhar dinheiro na internet.

O marketing de afiliados se tornou uma das principais soluções para quem está começando um negócio online. O afiliado digital se utiliza de várias ferramentas para divulgar os produtos de outras empresas e fechar negócio com os clientes. É aí que a LGPD tem maior impacto no Marketing de Afiliados.

As estratégias usadas pelo afiliado para atrair clientes precisam estar em conformidade com as normas para o tratamento de dados pessoais estabelecidas na LGPD, e isso inclui e-mail marketing, página de vendas, site, blog etc.

A tecnologia de cookies pode dar ao afiliado uma grande quantidade de informações sobre os visitantes de suas páginas na internet. Porém, para que o cookie colete os dados, a página deve apresentar a solicitação de permissão assim que o visitante entrar.

Como adequar seu trabalho de afiliado à LGPD?

Aqui estão algumas dicas de como o seu trabalho como afiliado pode estar em conformidade com as normas da LGPD.

Não use listas de contatos de terceiros

Comprar ou simplesmente usar a base de contatos de outra empresa para enviar mensagens e propagandas via e-mail é uma prática ilegal. Além de ser considera spam, a mensagem enviada sem consentimento pode violar as normas da LGPD.

Por essa razão, a nossa recomendação é que você construa sua própria base de contatos, adquirindo o endereço de e-mail de potenciais clientes em troca de materiais úteis.

Peça autorização para usar os dados

Quando o afiliado precisa gerar um link personalizado para finalizar o pedido do seu cliente, é importante que essa página exclusiva apresente logo no início a solicitação de permissão para a coleta de dados pessoais do usuário.

Tenha clareza quanto à necessidade da captação de dados

Deixe claro na solicitação de permissão como os dados do usuário serão usados e por que seu negócio está realizando esse processo.

Disponibilize um canal para tirar dúvidas

Para dar ainda mais segurança e transparência para a captação de dados pessoais, disponibilize um canal de fácil acesso para qualquer usuário tirar dúvidas sobre o tratamento de seus dados, como o WhatsApp ou perfil nas redes sociais.

Aprenda mais sobre marketing de afiliado!

Agora que você já sabe como a LGPD afeta o Marketing de Afiliados, chegou a hora de se perguntar: as minhas práticas como afiliado estão em conformidade com a lei? Se você notar que o seu trabalho não está em conformidade com as medidas recomendadas pela LGPD, então, é importante revê-las.

Esperamos que as dicas ajudem você a melhorar suas atividades como afiliado! Para se aprofundar ainda mais, aproveite para baixar de graça nosso e-book Guia prático: sucesso no trabalho em um programa de afiliados.

[E-BOOK] Guia completo de renda extra sem sair de casa: tudo que você precisa saber

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.