o que é cta

O que é CTA? Veja como usar essa ferramenta para fechar mais vendas

Você sabe o que é CTA? A sigla que significa Call To Action, em inglês, funciona como uma chamada para ação. No Marketing Digital, é um conjunto de palavras ou frases curtas que guiam o leitor de um post, por exemplo, a realizar uma determinada ação. Seu principal objetivo é gerar conversões e aumentar as vendas.

Uma postagem no blog ou nas redes sociais é apenas um dos exemplos de CTA, já que sua aplicação é bem versátil. Pode ser representada por botões, imagens ou links em um trecho do conteúdo. Neste artigo, vamos explorar o conceito e avaliar as principais formas de usar a estratégia para ampliar as oportunidades de negócio. Boa leitura!

O que é CTA e para que serve?

Call To Action ou CTA é uma chamada — visual ou em texto — que convida o leitor do seu blog, seguidor das suas redes sociais ou visitante da sua página a realizar uma ação. Ou seja, é uma ferramenta essencial para o planejamento de Marketing de todo afiliado digital, já que seu principal objetivo é gerar conversões.

Quando bem definida e bem posicionada, a CTA ajuda a aumentar o tráfego dos leitores no seu blog, a ganhar seguidores nas redes sociais e a vender mais. Os resultados dependem dos seus objetivos:

  • incentivar o cadastro para assinar a newsletter do blog;
  • fazer o download de um e-book ou qualquer outro tipo de material rico (infográfico, planilha, etc.) em uma Landing Page;
  • estimular a compra de um produto ou a contratação de um serviço;
  • promover o engajamento nas redes sociais por meio de enquetes, votações, descontos, promoções ou webinars, por exemplo.

Para conquistar melhores resultados no mercado de afiliados, não basta apenas ter uma CTA. É preciso escolher um conjunto de palavras atrativas, usar elementos visuais com a mesma identidade da marca e ter uma boa estratégia com objetivos bem definidos.

O que levar em conta na hora de criar a CTA?

Uma das regras mais valiosas para aumentar as vendas digitais vem do monitoramento constante e da realização de testes. Por isso, após elaborar seu plano de ações, faça o maior número de testes que puder a fim de identificar o que traz mais resultados para você. A seguir, vamos ver o que não pode faltar na hora de criar a Call To Action.

Considere o funil de vendas

O primeiro passo é avaliar o seu funil de vendas, bem como cada etapa para entender o momento de compra dos seus potenciais clientes. Um visitante que chega até você, por exemplo, ainda não está pronto para converter. Então, uma CTA para fazer o download de um e-book ou ler um post do blog fazem mais sentido.

Escolha um objetivo para a CTA

Ao entender a melhor hora de se comunicar com os visitantes, fica mais fácil escolher um objetivo para a CTA. Em suma, trata-se de sugerir uma ação. Pode ser o download de um material rico (e-book, infográfico, planilha, entre outros formatos) em sua página de vendas ou assinar a newsletter para receber artigos atualizados do blog.

Convidar seu potencial cliente a compartilhar posts nas redes sociais ou curtir suas páginas são chamadas que incentivam o engajamento. Em estágios mais avançados no funil, você pode focar a venda, deixando um botão para a compra. Portanto, a escolha depende do seu objetivo, seja coletar dados de potenciais clientes, engajar ou construir um relacionamento.

Faça uma chamada atrativa

Para chamar a atenção e incentivar o clique, é preciso caprichar na chamada. Afinal, o papel da CTA — seja link, texto ou imagem — é sugerir uma ação que leve o usuário a clicar. Então, como definir a CTA? Leve em conta o texto, uso de gatilho mental, cores (se for um botão ou banner, por exemplo), tamanho e posição. 

Avalie o posicionamento da CTA 

Por falar em posição, isso também influencia o impacto que a CTA pode causar, assim como o número de cliques. Um estudo da Nielsen Norman Group avaliou o movimento dos olhos e o padrão de leitura em “F”. 

Então, posicionar um botão no seu site, por exemplo, em áreas de destaque pode aumentar a taxa de conversões. Não há fórmula mágica, nem lugar certo ou errado. Vale testar o que funciona para você — no topo, abaixo, na esquerda ou direita — e para a decisão de compra.

Aplique testes A/B e acompanhe

Testes são fundamentais para determinar o que funciona e o que pode trazer mais resultados após um ajuste ou outro. Por isso, aplique o teste A/B sempre que achar necessário. Mude a chamada em um, a cor do botão em outro, o posicionamento em um terceiro. A melhor CTA será aquela que oferecer uma boa experiência para o usuário e levar à conversão.

Mensure o desempenho da CTA

Por fim, nenhuma estratégia é efetiva o suficiente sem o acompanhamento. Para saber se sua CTA funciona, a principal métrica é a Taxa de Cliques (Click-through Rate ou CTR). Você pode fazer esse acompanhamento no Google Analytics para site, blog e redes sociais. Ao usar uma ferramenta de automação, é possível avaliar também os cliques em e-mails. 

Como usar a Call To Action, na prática?

Vamos ver como usar a CTA em diferentes canais. Em formato de texto, é mais comum em posts de blog e redes sociais. Os hiperlinks servem para incentivar o engajamento ou as vendas em Landing Pages, e-mails e postagens em todas as plataformas digitais.

Outro modelo de CTA que geralmente aparece na barra lateral de um blog é o sidebar. Na mesma linha, temos o banner, que se posiciona na área lateral ou central, acompanhando um anúncio ou o convite para um evento, por exemplo. E, por fim, um dos mais utilizados: o botão.

Canais

Entre os canais para aplicar a Call To Action, considere:

  • site: é a porta de entrada para um cliente que chega até você. Vale ser direto e deixar uma chamada para seus produtos ou serviços. 

Ex.: “faça a sua matrícula” ou “experimente uma aula grátis”.

  • blog: a chamada depende do estágio do funil que se quer alcançar;

Ex.: “assine a newsletter” e “saiba como criar uma CTA que converte” (topo), “conheça a Consultoria Educação” ou “complete seu cadastro” (fundo).

  • redes sociais: a proposta geralmente é engajar e fortalecer o relacionamento;

Ex.: “curta e compartilhe nas redes sociais” ou “siga nosso Facebook”.

  • e-mails: sua principal função é nutrir os leads por meio conteúdo relevante sobre sua área de atuação com base em seus interesses;

Ex.: “saiba mais” ou “acesse o site e aproveite”.

  • Landing Pages: página de vendas para coletar dados em troca de materiais ricos;

Ex.: “garanta seu e-book” ou “receba um orçamento por e-mail”.

  • anúncios: a estratégia dos links patrocinados tem como maior objetivo a conversão, conta com textos curtos, o uso de técnicas de persuasão e gatilhos mentais.

Ex.: “compre agora”, “faça já a sua inscrição”, “somente hoje” ou “últimas unidades”.

Ficou mais claro o que é CTA? Uma chamada pode ser a diferença entre uma oportunidade de negócio fechada e uma venda perdida. Então, para criar um planejamento estratégico de Marketing bem-sucedido, leve em conta as dicas que trouxemos. Não se esqueça de olhar o funil, definir o objetivo, caprichar no texto, testar posição e outros elementos. Para fechar, mensure os resultados e implemente melhorias.

Que tal conhecer outra sigla do Marketing? Saiba o que é o ROI e aprenda a usar esse indicador de vendas!

Guia prático: obtendo sucesso no trabalho em um programa de afiliados

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.