5 vantagens de trabalhar como autônomo 

Com o mercado cada vez mais escasso devido à crise econômica, muita gente tem migrado para o que chamamos de empreendedorismo por necessidade — afinal, o desemprego no Brasil pode passar de 14% até o final de 2020. Por isso, trabalhar como autônomo é hoje uma das maiores alternativas de manutenção de renda no país.

O lado bom disso tudo é que o empreendedorismo traz várias vantagens ao profissional, como explicaremos melhor a seguir. Se você tem pensado em investir na ideia de ser autônomo, não deixe de conferir!

O que é trabalho autônomo

Antes de mostrar os benefícios desse modelo de atuação, é importante falar o que é, de fato, trabalhar como autônomo. Nesse contexto, o profissional não tem nenhum vínculo empregatício e atua por contra própria, com oferta de produtos ou prestação de serviços.

O trabalho autônomo chegou a ser a opção de 24 milhões de profissionais em 2019, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso quer dizer que uma em cada quatro pessoas trabalha por conta própria — e isso se intensificou na pandemia.

Vantagens de trabalhar como autônomo

Apesar de ser uma prática estimulada pela crise e pelo alto índice de demissão, existem muitos benefícios ao escolher o caminho autônomo. Em alguns casos, por exemplo, a pessoa descobre sua verdadeira paixão e começa a trabalhar com o que realmente gosta e domina. Porém, ainda podemos elencar mais diversas vantagens. Veja só!

1. Flexibilidade de horários

Uma das maiores vantagens em trabalhar como autônomo é a flexibilização dos horários. Afinal, como você vai atuar de modo independente, pode adequar seus turnos e encaixar suas tarefas profissionais na rotina sem comprometer outras variáveis, como estudos, família ou lazer.

Esse aspecto ajuda até na produtividade, já que algumas pessoas têm um rendimento mais satisfatório pela manhã, tarde ou noite, por exemplo. Com a possibilidade de gerir o tempo dessa forma, o trabalho flui, o dinheiro entra e o estresse causado pelo relógio some.

2. Não ter chefe

Por falar em estresse, ao trabalhar como autônomo, você nunca mais vai ter que lidar com a cobrança ou a pressão de um chefe. É possível colocar suas próprias ideias em prática sem cerceamentos e ter mais liberdade ao tomar decisões.

Essa vantagem, porém, carrega uma responsabilidade. Se o patrão agora é você, é necessário ter atenção redobrada no dia a dia de trabalho e gerir seu próprio negócio com seriedade, autocontrole e comprometimento total.

3. Formalização como MEI

Apesar de não ter vínculos empregatícios, isso não quer dizer que trabalhar nesse formato deve ser uma atividade informal. Hoje é muito simples se formalizar o profissional autônomo, por meio da abertura de um cadastro de Microempreendedor Individual (MEI).

Essa formalização garante que você tenha um CNPJ, emita notas fiscais e pague contribuições ao INSS, por exemplo. É só gerar uma guia mensal, que gira em torno de R$ 50 a R$ 60, e o autônomo adquire benefícios como aposentadoria por idade, auxílio-doença ou por invalidez e auxílio-maternidade.

Para ser MEI você precisa ter um faturamento anual máximo de R$ 81 mil — até R$ 6.750 por mês. Também não pode contar com participação societária, administrar ou ser titular em outra empresa. Contudo, adquire o direito de contratar, no máximo, um colaborador.

4. Acesso a diversos projetos

Como seu trabalho não está vinculado a uma empresa específica, pode ter vários clientes e até participar de uma rede de afiliados. Se seu negócio estiver formalizado, como explicamos, as chances de conseguir mais projetos é ainda maior!

Com uma boa gestão de tempo e promoção ativa do seu trabalho — por meio de divulgações “boca a boca” e do marketing digital —, é possível ter diversas parcerias interessantes e aumentar seus rendimentos.

5. Economia financeira

Trabalhar como autônomo, além de ser uma ótima fonte de renda, também é uma maneira de poupar dinheiro com despesas que, fora do modelo convencional de trabalho, são desnecessárias. Estamos falando de transporte, alimentação, vestuário e até daquele cafezinho que, querendo ou não, pesava no orçamento no fim do mês. Enquanto autônomo, você começa a gerir suas próprias finanças e aprende a administrar melhor seus ganhos.

Se você queria saber como trabalhar como autônomo, agora entende por onde começar e conhece as grandes vantagens desse modelo de atuação. Com a formalização e a regularização do seu CNPJ, mais oportunidades surgirão e terá liberdade em negociar contratos e organizar sua rotina.

Gostou do que leu até aqui e quer mais dicas para trabalhar como autônomo? Então, descubra também como ganhar dinheiro na crise!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.