Tráfego orgânico para afiliados: fotografia de uma mulher concentrada enquanto trabalha com seu computador.

Tudo o que você precisa saber sobre tráfego orgânico para afiliados

Já imaginou ter pessoas chegando ao seu site sem que seja necessário fazer nenhum investimento para isso? Essa é a proposta do tráfego orgânico para afiliados: aumentar o número de acessos totalmente gratuitos e naturais no seu site ou blog.

O tráfego orgânico é uma das estratégias que mais ganharam espaço no marketing digital dos últimos anos, graças ao seu alto potencial de conversão e baixa necessidade de investimento inicial. Por isso, é uma maneira eficaz de fazer com que os afiliados consigam aumentar as vendas.

Quer saber mais? Neste conteúdo, você aprende o que é o tráfego orgânico, quais são as melhores estratégias para afiliados e como investir. Confira!

O que é tráfego orgânico?

O tráfego orgânico diz respeito aos acessos gratuitos e naturais que o seu site ou blog recebem. Nesse sentido, engloba todas as visitas que são feitas de forma espontânea, através de pesquisas em mecanismos de busca (como o Google), divulgações de outros sites, links compartilhados etc. 

Para quem atua no marketing de afiliados, é uma maneira de alcançar um público maior.

Em geral, o tráfego orgânico está atrelado ao marketing de conteúdo, focado na produção de materiais que possam ser interessantes para a pessoa usuária. Ou seja: você constrói blog posts, landing pages, e-books etc., e as pessoas encontram as informações de que precisam sobre um determinado assunto dentro desses materiais.

Leia também: Produção de Conteúdo: como criar conteúdo para a internet?

Qual a diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago?

A principal diferença entre esses dois tipos de aquisição de tráfego é sugerida já em seus nomes: no tráfego orgânico, não é necessário fazer nenhum investimento financeiro para alcançar um novo público; já no tráfego pago, é preciso ter um orçamento para dar o pontapé inicial na estratégia.

No entanto, é preciso ter em mente que tanto o tráfego orgânico quanto o tráfego pago têm suas vantagens, e que a escolha por um ou outro deve ser embasada nas estratégias do seu negócio. 

Por exemplo: o tráfego pago para afiliados, embora tenha custos para a empresa, também tem o potencial de trazer resultados mais rápidos e mais expressivos, sobretudo no início. Além disso, ele pode ser mais eficaz em tornar a sua empresa mais conhecida, já que aparece para usuários selecionados, que podem se interessar pelo seu produto, mas ainda não te conhecem.

Por outro lado, o tráfego orgânico pode ser mais eficaz na hora de construir um relacionamento duradouro com o seu público. A depender do nicho em que você é afiliado, essa relação pode ser fundamental para levar à compra de produtos de valor mais alto, que representam uma boa comissão mensal.

Ou seja: não existe resposta certa. O tráfego orgânico para afiliados é uma maneira de começar a construir um negócio mais resistente e robusto, mas ele não é a única resposta para todos os desafios da sua empresa.

Por que investir em tráfego orgânico sendo afiliado?

O marketing de afiliados parte do princípio de que, quanto mais vendas você faz, maiores os lucros que você acumula. Nesse sentido, o tráfego orgânico é uma forma de aumentar, sem custos, a quantidade de pessoas conhecendo os produtos e serviços que você vende, o que também aumenta as suas possibilidades de venda.

O marketing de conteúdo e um bom volume de tráfego orgânico também são bons indicadores de autoridade de marca — que, depois, pode se traduzir em um alto volume de tráfego direto, por exemplo. Isso significa que a sua marca se estabelece como uma referência no mercado.

Para além disso, o tráfego orgânico (e o marketing de conteúdo como um todo) possibilita construir um bom relacionamento com os (potenciais) clientes, fidelizando-os. Dessa maneira, você cria uma rede de consumidores mais recorrente, que confia na sua marca e que voltará a comprar com você no futuro.

Fotografia de uma mulher sorrindo enquanto olha para o computador.

Quais são as melhores estratégias?

Agora que você já conhece a importância do tráfego orgânico para afiliados, chegou a hora de entender como ele pode ser aplicado no seu negócio. Para isso, separamos as duas melhores estratégias de tráfego orgânico para você aplicar aos poucos e começar a aumentar a sua base de leads. Confira!

1. Blogs

Os blogs são uma das formas mais antigas de construir um relacionamento com o público. Desde o seu surgimento, quando as vendas online ainda eram um sonho distante, ele funciona como uma plataforma informacional e, em alguns casos, opinativa, onde um público diverso pode encontrar as respostas de que precisa.

Com o avanço da tecnologia e a mudança de comportamento dos consumidores, os blogs também viraram um espaço de vendas relevante. Não à toa, hoje os conteúdos de blogs são otimizados para os mecanismos de busca (o chamado SEO), e podem ser uma das principais fontes de renda dos negócios online.

Nesse sentido, blogs são uma ferramenta interessante para afiliados. Além de serem um espaço onde você pode divulgar o seu link sem precisar se preocupar com diretrizes específicas, também é uma forma de explicar para os leitores porque aquele serviço ou produto pode fazer a diferença em suas vidas. Ou seja: você tem mais espaço para levar as pessoas à compra.

2. E-mail Marketing

As listas de e-mail marketing também são uma forma já consolidada de construir relacionamento e vender produtos ou serviços para um grupo de potenciais clientes. Elas funcionam como um canal direto com essas pessoas, que se inscrevem porque ou já conhecem a sua marca, ou estão interessadas em saber mais sobre um assunto que você domina.

Por isso mesmo, as listas de e-mail marketing são consideradas fundamentais para o trabalho com os leads — ou seja, os potenciais clientes. E, por serem uma comunicação que chega diretamente até eles, também têm um alto potencial de conversão.

Para quem atua como afiliado, portanto, elas são uma maneira de estreitar relações e aumentar o número de vendas.

Leia também: Veja as 7 melhores práticas para construir sua lista de e-mail

Como investir em tráfego orgânico para afiliados?

Para que o tráfego orgânico seja uma estratégia que realmente funcione, não basta apenas ter um blog ou uma lista de e-mails: é preciso investir em estratégias mais centrais. 

A seguir, você confere 4 dicas fundamentais, que fazem com que o seu conteúdo se destaque e têm potencial de aumentar o seu tráfego orgânico — e, consequentemente, as vendas.

1. Escolha boas palavras-chave

A escolha de boas palavras-chave é o primeiro passo para a otimização dos seus conteúdos para os mecanismos de busca. Se você quer atrair tráfego orgânico, precisa que o conteúdo do seu blog apareça para as pesquisas certas — e, portanto, precisa saber o que as pessoas estão buscando.

Por exemplo: imagine que você atua no marketing de afiliados para educação, como no caso da Consultoria Educação. Aqui, você fica responsável por vender cursos de ensino superior — de graduação ou pós. Para alcançar um novo público, portanto, pode ter conteúdos focados em pessoas que buscam por esse tipo de conteúdo, como: “X motivos para fazer uma pós-graduação” ou “como uma graduação pode fazer a diferença no mercado de trabalho” ou mesmo “como escolher uma graduação 100% online”. 

Ou seja: a depender da sua estratégia, do funil de vendas e do nicho do marketing de afiliados em que você está inserido, vale a pena pesquisar boas palavras-chave para construir bons conteúdos.

2. Otimize o seu conteúdo para as buscas

Você provavelmente já ouviu falar sobre SEO, ou otimização para mecanismos de busca. O tráfego orgânico para afiliados é altamente dependente desse tipo de conhecimento, uma vez que, para aparecer nas pesquisas, o seu site ou blog precisa seguir regras específicas e estar “adequado” para a pessoa usuária.

Por conta disso, vale a pena estudar um pouco sobre SEO. Se você ainda está começando, não precisa ser nada muito aprofundado: entender o que é um conteúdo otimizado, a função das palavras-chave e como evitar erros grosseiros já é mais do que suficiente para começar a construir a reputação do seu site.

3. Invista em backlinks

Por falar em reputação, os backlinks são uma forma eficaz de atrair novas pessoas para o seu site ou blog. O backlink é uma das ferramentas de marketing digital que dá ao seu site mais autoridade, uma vez que ele é recomendado ou citado por outra pessoa, já conhecida no mercado.

Conseguir backlinks pode ser uma tarefa um pouco mais complexa, mas não é impossível. O primeiro passo é acompanhar o conteúdo de pessoas relevantes para a sua área, deixando comentários e construindo, com elas, um bom relacionamento. Em seguida, você pode sugerir um guest post — ou seja, um conteúdo que você faz para o blog delas. 

Essa é uma das formas mais simples de ter backlinks, porque você consegue citar artigos do seu site no site de outra pessoa. Assim, os leitores dela te conhecem e têm mais chances de clicar no seu produto ou serviço. Em troca, você também pode deixar que ela publique algo no seu blog. 

4. Faça conteúdo de qualidade

Por fim, mas não menos importante, foque em conteúdos de qualidade. O seu blog ou site são, afinal, uma forma de construir um relacionamento com as pessoas que chegam até ali, e, em geral, a primeira imagem que elas terão do seu negócio. Por isso, é fundamental que ela seja positiva.

Conteúdos aprofundados, avaliações honestas e uma boa estratégia de palavras-chave e funil de vendas podem ser a chave para o seu negócio avançar organicamente. E esse crescimento te dá a base (e o orçamento!) para investir em outras estratégias.

Esperamos que este conteúdo tenha te ajudado a entender como e por que usar o tráfego orgânico para afiliados. Aproveite para baixar o aplicativo da Consultoria Educação e descobrir como ganhar comissões trabalhando de casa e com um horário flexível!

Guia prático: obtendo sucesso no trabalho em um programa de afiliados

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.