YouTube para afiliados: fotografia com foco nas mãos de uma pessoa segurando o celular com a logomarca do YouTube.

Como usar o YouTube para afiliados?

O YouTube é uma das redes sociais mais consolidadas dos últimos anos, com um número de usuários que não para de crescer. Por isso mesmo, usá-lo sendo um afiliado é uma maneira de vender mais, aumentar a sua base de clientes e criar um relacionamento duradouro com as pessoas que podem consumir seus produtos.

Para começar a usar o YouTube como afiliado, o passo a passo é simples. Neste conteúdo, você entende como a plataforma funciona, como começar a vender e como divulgar os seus links de afiliado nela. Confira!

O que é?

O YouTube é a segunda maior plataforma de buscas do mundo, e uma das maiores redes sociais que existem. Nele, pessoas de todos os lugares podem falar sobre temas diversos, publicando conteúdos em vídeo. Por isso, é uma das melhores plataformas para a aquisição de tráfego e para vender como afiliado.

No YouTube, você consegue construir uma boa relação com o seu público, se posicionar como uma autoridade em diversos assuntos e se destacar entre os concorrentes. Além disso, você também tem a oportunidade de construir um conteúdo de qualidade, que pode ser compartilhado de forma orgânica dentro e fora da sua comunidade.

No marketing de afiliados, esse tipo de possibilidade é super importante para aumentar o número de vendas e para alcançar cada vez mais pessoas. Ou seja: quando você usa o YouTube para afiliados da forma certa, você tem grandes chances de ter um bom retorno financeiro.

Como vender como afiliado no YouTube?

Para começar a vender como afiliado no YouTube, você deve seguir alguns passos básicos. Abaixo, você conhece cada um deles e entende como começar a montar a sua estratégia na plataforma. Confira!

1. Conheça o seu público

Antes de começar a vender como afiliado no YouTube, é fundamental que você saiba quem é o público que está nessa plataforma e para o qual você quer vender. Como o YouTube é uma das maiores redes sociais do mundo, ter em mente uma segmentação específica te ajuda a saber quais tipos de conteúdo produzir e quais produtos vender.

2. Defina o seu produto

Definir o produto estrategicamente também é importante para vender como afiliado no YouTube. Afinal, nem todos os produtos e serviços terão a mesma tração na plataforma, ou com o seu público. Uma vez que você já sabe para quem quer vender, pense em produtos que você pode transformar em conteúdos diversos.

Lembre-se de que o YouTube é uma rede social em que as pessoas costumam passar um tempo considerável. Assim, um produto que oferece várias possibilidades de conteúdo e vários assuntos tangenciais pode ser mais interessante do que um produto mais “fechado” e direcionado para um público-alvo muito específico.

Leia também: Conheça os 7 melhores produtos para vender como afiliado

3. Otimize o seu vídeo para buscas

O YouTube é uma rede social que se baseia em algumas regras de otimização de conteúdo, para facilitar a busca por vídeos sobre temas específicos. Nesse sentido, você, enquanto criador, precisa conhecer essas regras e segui-las a fundo.

Assim como acontece com o Google, as boas práticas de SEO no YouTube fazem com que seu vídeo tenha um posicionamento melhor e apareça para mais pessoas — tudo isso de forma orgânica, sem que seja necessário investir em tráfego pago. Algumas dessas boas práticas são:

  • Uso de palavras-chaves estratégicas no título e na descrição do vídeo;
  • Vídeos não muito curtos, mas também não muito longos;
  • Vídeos legendados e com transcrições de imagem;
  • Vídeos com uma boa descrição, que ajudem a pessoa que vai assisti-los a entender o tema principal;
  • Uma imagem atrativa e clara.

4. Entenda a etapa da sua audiência

O funil de vendas também deve ser levado em consideração antes de você começar a vender no YouTube como afiliado. Isso porque a audiência que encontra o seu vídeo pode chegar a ele de duas maneiras distintas, em geral:

  • Audiência fria: nesses casos, o seu público chegou ao seu vídeo fazendo uma busca mais genérica, e não necessariamente conhece o produto que você vai vender;
  • Audiência aquecida: diz respeito às pessoas que chegaram ao seu vídeo porque estavam procurando produtos similares ao seu, ou mesmo aquele produto em específico, e portanto já estão mais dispostas a comprá-lo.

A comunicação com cada uma dessas pessoas deve ser feita de forma diferente. Por isso, entender como o funil de vendas pode ser executado no seu canal é importante.

5. Trace uma estratégia de conteúdo

Mais do que sentar em frente à câmera e começar a falar sobre um produto, tentando convencer as pessoas a comprá-lo, você deve ter uma estratégia de conteúdo bem definida. Desse modo, o seu público pode ser alcançado em diferentes etapas do funil e começar a te ver como uma autoridade no assunto.

Geralmente, os conteúdos devem seguir três etapas principais

  1. Apresentação do tema: é o momento em que você fala sobre uma das dores do seu público-alvo, apresentando os principais motivos pelos quais eles podem querer solucioná-la;
  2. Apresentação de possíveis soluções: é o momento em que você explica para o público-alvo que aquela dor pode ser resolvida, por eles mesmos ou por uma terceira pessoa (você);
  3. Apresentação da sua solução: aqui, você explica como a sua solução se destaca das demais e por que o seu público deve comprar com você. 

Cada uma dessas etapas pode ser executada de formas diversas, então você deve traçar a sua estratégia e ter em mente onde você quer que o público chegue após cada vídeo.

Como divulgar o link de afiliado no YouTube?

O YouTube é, reconhecidamente, uma das plataformas seguras para divulgar o seu link de afiliado. Isso porque ele não faz restrições sobre o tipo de link que pode ser exposto, como acontece no Facebook Ads, por exemplo.

Para quem quer começar, são três as opções possíveis. Você pode:

  • Criar um QR Code que aparece na tela em todos os seus vídeos, e que leva o seu público para a sua página de vendas;
  • Colocar um link nos cards do vídeo, que aparecerá de forma estratégica quando o produto for mencionado;
  • Colocar um link na descrição do vídeo, para que o seu público consulte antes, durante ou depois de assistir ao vídeo.

Lembre-se, também, que, a depender da sua estratégia, nem todos os seus vídeos precisarão receber o link de afiliados, e você pode estimular o seu público a assistir mais vídeos e se aprofundar no funil de vendas. 

Agora que você já sabe como usar o YouTube para vender como afiliado, que tal começar a fazer uma renda extra? Conheça a Consultoria Educação e descubra como ser afiliado com produtos do ensino superior sem sair de casa!

[E-BOOK] Guia completo de renda extra sem sair de casa: tudo que você precisa saber

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.